Taxas de desemprego nas regiões da UE variam entre 1,7 % e 29,1 %

Categoria: Notícias,Uncategorized

Mais de 80 % das regiões NUTS 2 na União Europeia viram a respetiva taxa de desemprego para pessoas com idades entre os 15 e os 74 anos descer entre 2016 e 2017 e cerca de 60 % registou uma diminuição de, pelo menos, 0,5 pontos percentuais. Todavia, as taxas de desemprego regional continuam a apresentar grandes variações nas regiões da UE, com a taxa mais baixa registada em Praga (1,7 %), na República Checa. No outro extremo da tabela, a taxa de desemprego mais elevada registou-se em Dytiki Makedonia (29,1 %), na Grécia. Em Portugal, as taxas de desemprego nas regiões foram, em 2017, as seguintes:

Continente                                                              8,9 % (contra 11,2 % em 2016)
Norte                                                                        9,8 % (contra 12,2 % em 2016)
Algarve                                                                    7,8 % (contra 9,3 % em 2016)
Centro                                                                      7,1 % (contra 8,6 % em 2016)
Área Metropolitana de Lisboa                  9,5 % (contra 11,9 % em 2016)
Alentejo                                                                   8,5 % (contra 12,2 % em 2016)
Região Autónoma dos Açores                             9,0 % (contra 11,2 % em 2016)
Região Autónoma da Madeira                          10,6 % (contra 13,0 % em 2016)

Todas as regiões em Portugal viram a taxa de desemprego reduzida em 2017, em comparação com o ano anterior. De salientar que, no caso da região da Área Metropolitana de Lisboa registou-se uma quebra de 2,4 pontos percentuais.

Saiba mais em STAT-18-3561