Portugal vai beneficiar de mais de seis milhões de euros em investimentos para o ambiente, a natureza e a ação climática

Categoria: Notícias,Uncategorized

A Comissão Europeia aprovou um pacote de investimento no valor total de 243 milhões de euros financiados pelo orçamento da UE para projetos no quadro do programa LIFE. Portugal é coordenador de quarto projetos, no valor de 6,4 milhões, e parceiro de outras 14 iniciativas. Mais informação sobre estes projetos e sobre as iniciativas das quais Portugal é um parceiro pode ser consultada neste anexo. O financiamento da EU para o programa LIFE para o ambiente e para a ação climática vai mobilizar investimentos adicionais num total de mais de 430 milhões de euros para 142 novos projetos. Com vários projetos transnacionais financiados, o programa vai ter impacto em cada um dos Estados-Membros da UE. Fundos no valor de 196,2 milhões de euros destinam-se a projetos no domínio do ambiente e da eficiência dos recursos, da natureza e da biodiversidade, bem como da governação e da informação em matéria de ambiente. Tal inclui grandes investimentos em projetos que permitirão a reutilização de mais plástico. Transformar estes resíduos em matérias-primas de alta qualidade para as indústrias automóvel, da construção e da embalagem é apenas uma forma de o LIFE prestar apoio prático à realização dos objetivos da Estratégia Europeia para os Plásticos na Economia Circular da Comissão Europeia. No domínio da ação climática, a UE investirá 46,8 milhões de euros para apoiar a atenuação das alterações climáticas, a adaptação, a governação e projetos de informação. Tal inclui o apoio prático aos Estados-Membros na elaboração dos seus planos nacionais em matéria de clima e energia para 2030, que os ajudarão a reduzir coletivamente as suas emissões de gases com efeito de estufa em, pelo menos, 40 % até 2030, em comparação com os níveis de 1990. O financiamento LIFE contribuirá igualmente para a adaptação da agricultura e da silvicultura às alterações climáticas e melhorará a resistência das comunidades a fenómenos meteorológicos extremos, desde inundações e vagas de calor à escassez de água.

Saiba mais em IP-18-6162 e em MEMO-18-6163