Dicas úteis para um Verão descansado

Categoria: Notícias

bagagem

 

Posso trazer carne ou queijo da minha viagem ao estrangeiro?

Ao regressar a casa, vindo da maior parte dos países fora da União Europeia (UE), é ilegal trazer carne ou produtos lácteos, seja para consumo próprio ou como presente para outras pessoas.

 

Excluem-se desta regra alguns países vizinhos

Por exemplo, se regressar das Ilhas Faroé, da Gronelândia ou da Islândia, pode trazer menos de 10 kg de certos produtos de origem animal.

Pode também trazer peixe e algum marisco desde que não exceda os 20 kg, salvo se viajar em proveniência das Ilhas Faroé ou da Islândia, caso em que não se aplicam restrições de peso. Outros produtos de origem animal, como o mel, são também sujeitos à restrição dos 2 kg.

Ao transportar produtos de origem animal quando se desloca dentro da UE, estas regras não são aplicáveis. Nem tão pouco se aplicam se os produtos forem provenientes de Andorra, Liechtenstein, Noruega, São Marinho ou Suíça.

Podem ainda ser aplicadas outras restrições no caso de existirem doenças animais infecciosas em países terceiros.

ff

Existem também algumas outras excepções

Como, por exemplo, relativamente ao leite em pó para bebés, comida e alimentos especiais para crianças, ou ainda alimentos especiais para animais necessários por razões médicas. No entanto, estes produtos devem ser acondicionados em embalagens hermeticamente fechadas, não devem pesar mais de 2 kg nem exigir refrigeração antes da abertura.

Em caso de dúvida, recomendamos que se certifique junto do serviço veterinário no ponto de entrada na UE (aeroporto, porto, estrada, etc.).

 

É importante lembrar que estas regras existem para proteger a sua saúde e a saúde do sector pecuário da UE contra doenças animais graves.

 

Para mais informações, consulte:

http://europa.eu/youreurope/citizens/travel/index_pt.htm